© 2018 GP Temporários

Faça parte da nossa rede
  • Facebook - Black Circle
  • LinkedIn - Black Circle
Onde estamos
Fale conosco

Rua Ramiro Barcelos, 630

Sala 819 - Edifício Design Office Center

Bairro Floresta - Porto Alegre, RS

51 3778 0000
Atendimento de Segunda à Sexta-Feira

Das 9:00 às 18:00

Produzido e Mantido por FSTN Marketing

O que podemos te ensinar sobre Recursos Humanos e Departamento Pessoal

18/05/2018

É muito comum, ainda hoje, que as pessoas confundam o Recursos Humanos e o Departamento Pessoal. O objetivo deste artigo é esclarecer a diferença entre ambos, descrevendo para cada qual suas funções e atribuições.

 

Dentro das empresas, o setor responsável pela gestão de pessoas é o Recursos Humanos, popularmente conhecido como RH. Pode-se dizer que ele é o carro chefe dentro da empresa, pois tudo gira em torno dele. É ele quem divulga as vagas disponíveis; faz o recrutamento e seleção dos candidatos; ministra e gerencia treinamentos e desenvolvimentos; promove palestras motivacionais, tanto no âmbito profissional como pessoal; administra as relações de conflitos, relações pessoais e interpessoais dos funcionários; faz a aplicação da avaliação de desempenho e clima organizacional.

 

Conhecida pela sigla RH, é uma associação de habilidades e métodos, políticas, técnicas e práticas definidas com objetivo de administrar os comportamentos internos e potencializar o capital humano. Tem como tarefas o recrutamento e seleção de pessoal, avaliação de desempenho dos funcionários, treinamento e desenvolvimento de pessoas entre outras funções, com o objetivo básico de alinhar as políticas de RH com a estratégia da organização. 

 

O RH tem como finalidade promover a boa convivência entre empresa e funcionário, com o objetivo de alavancar tanto um quanto o outro, satisfazendo as necessidades empresariais e pessoais, em que ambos possam crescer financeira e intelectualmente. 

 

O Departamento Pessoal, também chamado de DP, está inserido no setor de Recursos Humanos, onde cuida da parte burocrática que envolve os funcionários, tais como a efetivação da contratação, conhecida também como admissão ou registro do novo funcionário; cuida dos prazos do contrato de experiência; confere e faz o levantamento das horas extras e faltas no cartão ponto; gera folha de pagamento, férias e rescisões; elabora e encaminha a CAT (Comunicação de Acidente de Trabalho) quando necessário for; providencia advertências e suspensões assim que solicitado; gera e envia arquivos de obrigatoriedade mensal (SEFIP/GFIP e CAGED) e anual (DIRF e RAIS); emite impostos que tiveram origem na folha de pagamento, tais como INSS, FGTS, DARF, contribuição sindical, confederativa e assistencial. É o setor que gerencia tudo que estiver voltado à Legislação Trabalhista e Previdenciária.

 

É um órgão da empresa, encarregado de tarefas e atividades específicas, ou seja, desde a contratação do funcionário, pagamento de salários, transporte, férias, licença médica, 13º Salário, organização dos horários de trabalho e Rescisão Contratual dos funcionários. 

 

Em geral, o Departamento Pessoal e o Recursos Humanos ganham espaço e a atenção merecida somente em empresas de maior porte. Nas microempresas dificilmente encontramos o DP e o RH. Nas mesmas, normalmente, o DP fica sob a responsabilidade do seu contador, o qual é um terceirizado, que presta serviços de contabilidade. Já o RH geralmente é desconhecido dentre essas instituições e comumente o setor financeiro gerencia os funcionários, sem dar ênfase à gestão de pessoas propriamente dita.

 

O Recursos Humanos, quando bem estruturado, tem a capacidade de aumentar a produção da empresa, fato que reflete em suas vendas/serviços e consequentemente nos seus lucros. Isso acontece quando esse setor consegue motivar e manter motivado os seus funcionários, proporcionando a eles uma melhor qualidade de vida, tanto dentro como fora da empresa, fazendo com que eles se sintam, realmente, integrante dela, vestindo sua camisa e gerando resultados.

 

Atualmente, a busca pela qualificação profissional é notável nas empresas. Esse aperfeiçoamento provém de ambos os lados, tanto da empresa quanto do próprio funcionário, estando ele inserido ou não no mercado de trabalho. Elas estão mais exigentes nas novas contratações, dando prioridade para os candidatos com experiência e ao mesmo tempo estão dando oportunidade e condições de qualificar seus funcionários, os quais estão interessados no seu crescimento, tanto profissional quanto pessoal. A situação em si, exige que os profissionais da área de Recursos Humanos estejam cada vez mais qualificados, atualizados e atentos há tudo que envolve o mercado de trabalho, proporcionando tanto à empresa quanto ao funcionário, o alcance de suas metas e objetivos.

 

FONTE: administradores.com.br

Trabalho Temporários no Brasil

Please reload

Posts Em Destaque

Quais os benefícios do trabalho temporário para empresas e trabalhadores

May 4, 2017

1/2
Please reload

Posts Recentes
Please reload

Arquivo